PIPALE – Projeto de Intervenção Preventiva para a Aprendizagem da Leitura e da Escrita

Identificação

  • Identificação do projeto: PIPALE – Projeto de Intervenção Preventiva para a Aprendizagem da Leitura e da Escrita
  • Investigadoras Responsáveis: Joana Batalha e Maria Lobo
  • Grupo: LiFE – Linguística Formal e Experimental
  • Início: maio 2019
  • Entidade financiadora: Câmara Municipal de Sesimbra

Descrição

O PIPALE – Projeto de Intervenção Preventiva para a Aprendizagem da Leitura e da Escrita – está inserido no Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar e responde a uma necessidade efetiva da comunidade escolar do município de Sesimbra para melhorar, desde uma idade precoce, os níveis de qualidade das aprendizagens em português como língua materna, em particular ao nível das competências de leitura e escrita.

O PIPALE apresenta os seguintes objetivos específicos:

a. Diagnosticar dificuldades em áreas da linguagem oral, leitura e escrita em crianças a frequentar o pré-escolar (5 anos) e o 1.º ciclo (1.º e 2.º anos de escolaridade);

b. Promover a capacitação de educadores de infância, professores do 1.º ciclo e professores do ensino especial para intervir didaticamente nas áreas diagnosticadas;

c. Acompanhar a intervenção em sala de aula, apoiando a planificação e a implementação de estratégias de diferenciação pedagógica;

d. Avaliar efeitos da intervenção para o sucesso na aprendizagem da leitura e da escrita.

Participam no projeto dois agrupamentos de escolas do município de Sesimbra: o agrupamento de escolas Navegador Rodrigues Soromenho e o agrupamento de escolas de Quinta do Conde.

No ano letivo de 2018‑2019, o PIPALE abrangeu 40 docentes (incluindo educadores, professores de 1.º ciclo e professores de ensino especial) e 506 alunos (132 alunos no último ano da educação pré-escolar e 374 alunos nos primeiro e segundo anos de escolaridade).

Equipa

Joana Batalha
Maria Lobo
Antónia Estrela
Bruna Bragança (bolseira)